Total de visualizações de página

10 de set de 2016

DICIONÁRIO TÉTRICO-POLÍTICO BRASILEIRO

PMDB: de oposição à ditadura militar a um perfeito exemplo da tradição politica nacional centrada no clientelismo, no fisiologismo e os definindo não como uma anomalia, mas a própria essência política brasileira.

PT: nascido transformador transformou-se em restaurador e assumiu o papel do velho PTB varguista de aliciar os trabalhadores em favor de interesses hegemônicos.

PSDB: De opção “à esquerda” do PMDB a principal aliado do DEM/PFL (herdeiro funesto do conservadorismo da antiga UDN).

MOVIMENTO(S) DOS TRABALHADORES SEM TERRA/SEM TETO: como todas as formas de organização e participação popular, satanizadas pelo “establishment” e transformadas em caso de polícia.

ELEIÇÕES: verniz que reveste a democracia brasileira resumindo-a a uma inútil escolha pelo voto.

PODERES LEGISLATIVO e EXECUTIVO: exemplo cabal da máxima “uma mão lava a outra”.

PODER JUDICIARIO: cova rasa onde são depositados aqueles que urgem por justiça.

BOLSA-FAMILIA: programa assistencialista de higienização da miséria.

RISCO-BRASIL: exigências do “cassino zumbi-global” (Robert Kurz) sobre a politica econômica brasileira no sentido de assegurar o livre trânsito de capitais especulativos.

INTERVENÇÃO MILITAR: (neófito) sofisma criado para golpe militar.

REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL: a complexa dialética da violência reduzida a um clamor histérico da classe média conservadora que, de acordo com o professor MILTON SANTOS, não deseja galgar direitos, mas apenas obter privilégios.

ESCOLA SEM PARTIDO: proposta conservadora assentada em um conceito supostamente libertador de “doutrinação ideológica”, mas com o firme proposito de impedir a liberdade de expressão, o debate de idéias e a formação de consciência social crítica.

IMPEACHMENT DE DILMA ROUSSEFF: manobra parlamentar-palaciana com intuito de trocar um governo corrupto por outro ainda mais.

CAETANO PROCOPIO


Nenhum comentário: